Mulher é morta a facadas, em Maringá; enteado o principal suspeito gravou áudio confessando crime: 'Matei com gosto'

Polícia acredita que morte tenha sido motivada por causa de uma briga entre a vítima e a avó do suspeito. Caso foi registrado na madrugada desta quinta-feira (12)

12/05/2022 17H19

Uma mulher foi morta a facadas durante a madrugada desta quinta-feira (12), em Maringá, na região norte do Paraná. Segundo a Polícia Militar (PM), o enteado da vítima é o principal suspeito do crime e foi preso.

De acordo com a PM, o companheiro da mulher foi quem chamou a polícia. Ele relatou que tinha saído para trabalhar, quando o filho dele foi ao local onde a vítima mora.

O homem disse ainda que a mulher chegou a ligar para ele, afirmando que alguém estava mexendo na porta da casa. À polícia, o companheiro da vítima contou que voltou para casa. Quando chegou, se deparou com o filho dele correndo.

Em seguida, o homem disse que encontrou a companheira morta com golpes de faca, segundo a PM.

A polícia acredita que o crime tenha sido motivado por causa de uma briga que a mulher teve com a avó do suspeito do crime.

A filha da vítima, que tem 10 anos, estava na casa no momento do crime. Testemunhas disseram que a menina se escondeu de baixo de uma cama.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá. A Polícia Civil investiga o caso e tenta localizar o suspeito do crime.

Confissão 

O suspeito de ter assassinado a companheira do pai dele a facadas, em Maringá, no norte do Paraná, enviou um áudio para um familiar dizendo que tinha matado a mulher "com gosto". Os áudios foram cedidos pelo pai do rapaz à RPC. OUÇA AQUI.

O crime aconteceu no fim da madrugada desta quinta-feira (12). Neide Aparecida Baliveira tinha 44 anos e foi morta em casa. Testemunhas disseram que a filha dela, de 10 anos, estava na residência no momento do crime.

Na gravação, o suspeito, de 24 anos, fala sobre uma discussão que houve entre a vítima e a avó dele, a qual ele chama de mãe.

"Ela falou assim: 'morri, morri'. Eu falei: 'morreu o c..., rapaz. Você vai pagar o que você xingou a minha mãe' [...] Matei mesmo, matei com gosto. Matei mesmo. Toma, toma facada para acordar para a vida [sic]", disse.

Mais cedo, a Polícia Militar já havia informado que a discussão entre a mulher e avó do rapaz teriam motivado o crime.

Em outra gravação, o pai do rapaz e companheiro da vítima enviou um áudio para ele, dizendo que não o perdoava. O homem diz para o filho que iria procurá-lo para que ele fosse preso.

"Vai apodrecer na cadeia se 'nego' não te matar. Isso que você fez aqui, tirar a vida de uma pessoa, isso não existe [...] Eu não te perdoo, nunca mais vou te perdoar. O que você fez não tem perdão, cara. Tô indo aí te buscar", diz.

O pai do suspeito e a vítima estavam juntos há sete anos.

Fonte: G1PR

Deixei seu comentário: